opensubscriber
   Find in this group all groups
 
Unknown more information…

b : bufalos@yahoogrupos.com.br 24 March 2008 • 1:11PM -0400

RE: [bufalos] Búfalos Selvagens fogem da enchente no Vale do Guaporé em RO
by wmvale

REPLY TO AUTHOR
 
REPLY TO GROUP



Raul,

Você tem toda razão ! Essas fotos são de animais Syncerus caffer  
caffer (Bufalo do Cabo)e não tê nada com os nossos dois tipos de  
búfalos existentes no Brasil. Isso aí é mais uma reportagem  
sensacionalista do pessoal da região afetada e,que não gosta do  
animal. Esses animais foram introduzido pelo Minsitério da Agricultura  
pelos idos dos anos 60, levados da Ilha de Marajó para lá,  
distribuidos pelo INCRA em assentamentos, porém sem nenhuma  
assistência técnica. Como os colonos não souberam lidar com os animais  
(os búfalos foram mais inteligentes que eles, sic), fugiram para o  
alagado que lá existe, que apresenta condições excelentes para eles,  
especialmente nessa epóca do ano, que é a estação das águas altas.  
Esse problema vem sempre a tona na midia,já saiu inclusive na TV  
GLOBO, no programa Globo Rural, resvista VEJA, dentre outras, que de  
forma irresponsável e sensacionalista, tenta desvirtuar o problema,sem  
que nenhuma autoridade tenha coragem de resolver. Essas mesmas fotos  
estão em sites e blogs que fazem propaganda de safaris na África do  
Sul - Ngorongoro Conservation Area e, na Tanzania - Serengeti National  
Park. FOI FEITA UMA CÓPIA DIRETA DESSE SITE. Esses rebanho, que são  
controlados pelas entiddes do emio ambiente desses países, sempre  
estão em evidências no DISCOVERY CHANNEL,NATIONAL GEOGRAPHIC, ANIMAL  
PLANET e outros.
Aliás, não é a primeira vez que se publicam reportagens  
sansacionalistas na midia sobre o problema desses animais  
"chimarrões". Lembro-me muito bem quando eu trabalhava no IICA, em  
2001, tivemos uma reunião no IBAMA em Brasília, com a participação de  
várias pessoas, não só IBAMA, como também da EMBRAPA e, se tentou  
resolver o problema, porém nunca mais recebemos nenhuma notícia sobre  
o assunto.
No nosso entender, é um problema fácil de ser resovildo, apesar de sua  
complexidade, por se tratar de animais adaptados a um eco-sistema no  
qual eles encontraram um "habitat" altamente favorável para sua  
reprodução, sem nenhuma interferência de pessoas que não conhcem e  
búfalo doméstico e, também não o querem conhcer. como o rebanho esta  
assincrônico e, sob os leais efeitos dos princípios de Hardy-Weinberg,  
o mesmo encontra-se se reproduzindo de forma acelerada. Resolver o  
problema ! Nesse país, onde não existem autoridades interessadas em  
tomar decisões óbvias, me parece ser inequívoco que alguma agência  
governamental - quer seja municipal, estadual ou federal irão  
fazê-las. Tirar esses animais dos estado em que se encontram, seria o  
correto, porém além de requerer a formação de uma equipe - permitam-me  
denominar de - FORÇA TAREFA(FT)e, trazê-los novamente para  
domesticidade é o ideal. Entretanto, isso custaria uma soma razoável  
de recursos humanos e financeiro. Como a coisa esta afeto ao IBAMA, e  
no IBAMA não existe recursos humanos para capitanear esse FT, a coisa  
fica sem solução. Já se tentou inclusive se fazer um SAFARI AMAZÔNICO  
com esses animais, através de uma joint venture,liderada por uma  
empresa holandesa/sul africana E O GOVERNO DE RONDÔNIA, porém o IBAMA  
vetou. Eles tentaram fazer um hotel luxuoso na área, trazer turistas e  
caçadores esportistas e faturar alto com o negôcio.
Creio que falta, vontade de resolver o problema - em primeiro lugar  
deveria ser consultada a ABCB, que então elaboraria uma FT, que  
visitaria in loco o problema e, após isso elaboraria um projeto  
técnico de reintrodução desse animais a sua condição de normal de  
domesticação. Porém de onde viriam os recursos ?  Existem várias  
pessoas no Brasil e mesmo no exterior interessadas em comprar esses  
animais.
Finalmente, concordo plenamente com os colegas da lista que frizam ser  
esse tipo de reportagem, totalmenta contrária aos interesses de todas  
as pessoas aficcionadas ao búfalo doméstico - dos criadores aos  
técnicos. Esse tipo de reportagem facciosa e desonesta, sómente serve  
para desinfomar a público em geral das reais potencilidades do búfalo  
como animal doméstico.
Essa é a nossa opinião sobre o assunto, smj.

William Vale


Citando Raul Franzolin <rfranzol@usp....>:

> Amigos(as),
>
> Observando as fotos da reportagem, verificamos que o Zootecnista Fabrício
> está certo e fico contente de ver o nosso ex-aluno da disciplina de
> Bubalinocultura se manter atualizado.
> Os animais das fotos são os búfalos selvagens africanos, pertencente a
> espécie Syncerus caffer, conhecidos como espécie Sincerina. Existem duas
> subespecies: Syncerus caffer caffer (Bufalo do Cabo) e Syncerus caffer nanus
> (Bufalo do Congo). São, portanto, animais de espécie completamente diferente
> do búfalo domestico, Bubalus bubalis, ou seja, espécie Bubalina.
> Fiquei impressionado de verificar a agressividade narrada na reportagem e
> embora com certo exagero não descarto mesmo esse comportamento, uma vez que
> os animais foram abandonados em uma região sem a presença do homem.
> Da forma narrada até fiquei achando que se trata dos búfalos sincerinos,
> quando fala que os animais tem chifres com dois metros de comprimento, vivem
> em grupos de 20-30 animais e muito selvagens. Entretanto, penso que as fotos
> não sejam verdadeiras.
> Agora isso precisa ser esclarecido corretamente.
> 1) Não existe essa colocação de que os búfalos do Pará e do resto do Brasil
> são domésticos e os de Rondonia são selvagens; ou são Bubalus bubalis
> (domésticos) ou são Syncerus caffer (búfalos selvagens). Pelas
> características fenotíficas já daria para identificar, como notou o Fabrício
> e o Júlio. A comprovação científica é pela análise do cariótipo ou DNA.
> Bubalus tem 50 cromossomos (10 submetacentricos e 40 acrocentricos),
> Syncerus caffer tem 52 cromossomas (8 submetacentricos e 44 acrocentricos)
> ou 54 cromossomos.
> 2) Na década de 50 levaram 30 búfalos da Ilha do Marajó para o Guaporé e, 55
> anos após, transformaram-se em animais selvagens?? Ora, os Bubalinos
> (Bubalus bubalis) foram domesticados há cerca de 7 mil anos e dizer que
> voltaram a ser selvagem em apenas 55 anos é uma afirmação completamente
> ignorante.
> 3) Animais selvagem realmente não se reproduzem fora do seu ambiente
> natural, mas a afirmação de que "no alagado eles encontraram a condição
> ideal para a reprodução" é mesmo uma piada, ou seja, o macho monta na fêmea
> dentro da água? Os búfalos selvagens africanos vivem em regiões de reservas
> em locais praticamente secos. Os bubalinos se reproduzem com grande
> eficiência em diversos ambientes.
> Para mim, a questão limita-se a saber se são animais bubalinos ou
> sincerinos. Se realmente são bubalinos, tratam-se de animais domésticos
> vivendo condições impróprias de manejo, tornando-se bravios e hostil ao
> homem e ao ambiente em busca da própria sobrevivência da espécie. O que
> aconteceria com animais bovinos Nelores nessas condições? Caso sejam
> sincerinos, a conversa é completamente diferente e a reportagem fica mesmo
> coerente.
>
> Saudações,
>
> Raul Franzolin
> FZEA/USP - Pirassununga
>
>
> -----Original Message-----
> From: bufalos@yaho... [mailto:bufalos@yaho...] On
> Behalf Of Fabrício Rosales
> Sent: sexta-feira, 21 de março de 2008 19:27
> To: bufalos@yaho...
> Subject: RE: [bufalos] Búfalos Selvagens fogem da enchente no Vale do
> Guaporé em RO
>
>
> Júlio,
>
> Pelo formato dos chifres, esses animais devem ser do gênero Syncerus caffer,
> o búfalo selvagem africano. Quem escreveu a matéria, deve ter feito uma
> pesquisa na internet e utilizado a primeira foto que achou. Nem sabia do que
> estava falando.
>
> Fabrício.
>
>
>
>
>
>
>
>



--
Prof. Dr. WILLIAM G. VALE
Professor Titular
Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA
Instituto de Saúde e Produção Animal - ISPA
Av. Presidente Tancredo Neves, 1501
Cep: 66.077-530, Belém, Pará
BRASIL
Telefax: (91) 3210-5239
Fax: (91) 3210-5154 (91)3274-0466
Celular: (91)8114-9806

----------------------------------------------------------
Esta mensagem foi enviada pelo Correio Eletronico da UFPA



Bookmark with:

Delicious   Digg   reddit   Facebook   StumbleUpon

Related Messages

opensubscriber is not affiliated with the authors of this message nor responsible for its content.